Plenário rejeita projeto que previa voto aberto na Câmara de Botuporã


O Plenário da Câmara de Vereadores, em sessão realizada no dia 23 de fevereiro de 2017, rejeitou o Projeto de Resolução 001/2017, apresentado pelo vereador Glauber Magalhães (PR), que previa votação aberta para a eleição da mesa da Câmara (presidente, vice-presidente, 1º secretário e 2º secretário) e para a votação da prestação de contas da prefeitura de Botuporã. O projeto seguiu para a Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final e teve parecer favorável, todavia, em plenário, recebeu 5 votos favoráveis e 4 contrários. Para ser aprovado precisaria de 6 votos a favor (2/3 do total de vereadores).

 

 

 

Votaram favoráveis para que as contas públicas do Poder Executivo fossem realizadas por voto aberto, assim como a eleição da Mesa da Câmara:

Glauber Magalhães (PR)
Florisvaldo dos Santos (PTB)
Erasmo (PP)
Maria da Conceição (PT)
Adilson Pereira (PP)

Votaram contra:

Honório Andrade (PMDB)
Antonio Filho (PR)
Adriano Neves (PTN)
Marcílio dos Santos (PR)