Em ofícios, vereador destaca salário de merendeiras e alteração na tarifa de água


O vereador Glauber Magalhães (PR), em sessão ordinária realizada no dia 11 de maio de 2017, entregou ao presidente da Câmara dois ofícios, um para encaminhamento ao prefeito de Botuporã e outro a órgãos responsáveis pela tarifação da água na Bahia.

Merendeiras

Glauber destacou que a Constituição Federal garante a igualdade nas relações trabalhistas do trabalhador urbano e rural. Todavia, o vereador disse que em Botuporã merendeiras da zona rural recebem R$ 200,00, valor este que teve a garantia de aumento para R$ 250,00, ainda insuficiente e diferente dos valores pagos às merendeiras da zona urbana. “Solicito que o prefeito e a secretária de Educação concedam este aumento justo às mencionadas profissionais”, finalizou o parlamentar.

Tarifa de Consumo Mínimo

A Agersa (Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia) aprovou a resolução nº 001/2017, de 29 de abril de 2017, que reduz a tarifa de consumo mínimo de 10m³ para 6m³, mantendo-se o mesmo valor cobrado na conta de R$ 27,50. Referida atitude, segundo o vereador Glauber, prejudica, principalmente, os consumidores de baixa renda. O manifesto será entregue aos colegas para coleta de assinatura e encaminhado a Anselmo Barbosa, presidente do Comitê de Bacias da região para posterior encaminhamento aos órgãos responsáveis.