Botuporã: órgãos públicos buscam controlar insetos em palmas


Em reunião ocorrida na Câmara de Vereadores, técnicos da ADAB (Agência de Defesa Agropecuária da Bahia) mostraram que, no município de Botuporã, a  cochonilha de carmin vem atacando a palma forrageira e dizimando plantações. No estado da Bahia, apenas Botuporã e o município de Glória tiveram constatações da mencionada praga. Representantes da prefeitura, vereadores, sindicato, associações e o governo estadual uniram-se para tentativa de resolver o problema.

Convite:

“Cochonilhas de carmin são insetos sugadores que vivem em colônias e podem também introduzir vírus e toxinas, causar o definhamento e a morte de muitas culturas. Existem vários tipos de cochonilhas que atacam as plantas.

Algumas cochonilhas possuem uma proteção para o corpo parecida com um escudo ou casco e são conhecidas por cochonilhas de carapaça, de escama ou farinha. Essa proteção de cor branca faz com que as colônias se assemelhem a chumaços de algodão que ficam grudados nas plantas. Outras, como a cochonilha do carmim, desenvolvem uma proteção de cera e de gordura que envolve os indivíduos e as colônias. Elas são chamadas assim porque quando esmagadas com a mão ou outro objeto soltam um líquido vermelho parecido com sangue – o corante carmim, muito utilizado na fabricação de lingüiças, iogurtes e biscoitos, principalmente aqueles de sabor morango.

Nos estados da Paraíba e Pernambuco, a cochonilha do carmim vem atacando a palma forrageira e dizimando plantações inteiras dessa cultura que é o principal alimento dos animais em época de estiagem. Essa cochonilha não é apropriada para a produção de corantes pois é uma cochonilha selvagem, muito agressiva e pode destruir a palma dentro de poucos meses se não for combatida rapidamente.

Pesquisas realizadas pela Emepa, na Paraíba, constataram que sabões e detergentes podem penetrar a proteção de cera e gordura da cochonilha do carmim, provocando a sua morte. Pode-se usar apenas o sabão em pó, somente o detergente neutro ou a água sanitária misturada com o detergente neutro”.